Senador Canedo é destaque nacional em urbanismo e gestão pública

Dados da pesquisa da consultora Urban Systems colocou o município de Senador Canedo como um dos mais atrativos do Brasil, para abertura de negócios, devido a fatores administrativos e de localização geográfica. A pesquisa intitulada Cidades Inteligentes, divulgada no dia 4 de setembro, elabora um ranking levando em conta 70 indicadores, divididos em 11 categorias: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança.
O município teve destaque, sendo o único goiano, ficando em 21ª colocação em 2018, subindo duas colocações do ano anterior, com pontuação de 6,237, destacando em pontos importantes, como urbanismo em que a cidade teve bom índice devido ruas pavimentada, legislação específicas com boas atuações, como Lei Orgânica, Código de Posturas e demais. E também o marco com relação a equilíbrio financeiro, com serviços públicos e bom gerenciamento fiscal. Senador Canedo é a 12ª cidade do país na categoria Urbanismo. Em 2017, foram aplicado R$ 49,9 milhões de reais em obras urbanas, que colocou a cidade em sétimo lugar no Estado, em Planejamento Urbano, as maiores atuações foram no saneamento (distribuição de água tratada, esgoto sanitário) e também na pavimentação urbana. Atualmente 93,9% dos canedenses residem em vias urbanas pavimentadas, mediante dados do IBGE.

Senador Canedo

A cidade emancipada em 1989 possui segundo IBGE possui mais de 120 mil habitantes, segundo o Instituto, cerca de 9, 200 mil pessoas migraram para Senador Canedo nos últimos dois anos, um aumento de 6,4%. O município abriga o maior Polo Petroquímo da região Centro Oeste, abrigando a subsidiária da Petrobrás, a Transpetro, além de indústrias na área de produção de alimentos, bebidas, setor moveleiro, confecção, e forte atuação em serviços. A atuação administrativa municipal, pelas boas práticas governamentais e transparência fizeram com o município tivesse destaque em Governança, na pesquisa do Instituto Urban Systems, a 23ª colocação. E pela atuação na Saúde Pública, segundo números medidos pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), atesta a cidade como de grande eficiência.