Formatura do Bombeiro Mirim emociona convidados em Senador Canedo

A cerimônia de formatura de 100 novos bombeiros foi na última segunda-feira, 24 de junho, na sede do 14º Batalhão do Corpo de Bombeiros. O evento marca o final de mais uma turma do Projeto Educacional Bombeiro Mirim (PROEBOM), que contou com a participação de autoridades, convidados e familiares dos menores. Homenagens foram realizadas durante a formatura, assim como a simulação de um resgate, onde os formandos puderam mostrar um pouco do que aprenderam durante a formação do PROEBOM.

O projeto é responsável por ensinar às crianças e adolescentes, com aulas teóricas e práticas, noções de ética e cidadania, salvamento aquático, teorias de incêndio e práticas de combate a incêndio, salvamento terrestre, noções de emergências médicas, aulas de educação física, além de conhecimentos na área de convívio social, preservação do meio ambiente, noções de saúde e de higiene, educação no trânsito, drogas e seus malefícios, civismo e atividades recreativas, já formou mais de 1200 crianças no município.

Segundo dados da Assistência Municipal, a cidade não tem índice de crianças em situação de rua, principalmente porque há uma atuação preventiva e inicial, para que as crianças não cheguem a este estado de risco. O Conselho Tutelar é muito atuante, e o projeto Bombeiro Mirim muda a realidade de várias menores.

O curso, com duração de 9 meses, contempla crianças da faixa etária de 9 a 12 anos, sendo que são oferecidas 50 vagas pelo sistema de sorteio, e outras são preenchidas com indicação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Secretaria Municipal de Assistência Social. O comandante geral do Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás, Coronel Dewison Adelino Mateus, explica que a instituição apoia e tem desejo de ampliar cada vez mais o projeto. “Temos procurado a cada ano fortalecer este projeto, que vai de encontro com o anseio da população, devido as atividades desenvolvidas, e a corporação tem se dedicado muito para o sucesso cada vez maior do Bombeiro Mirim”, completa.

Pai de um dos formandos, o bacharel em Direito Milter Mayer, fala do impacto positivo do período que seu filho esteve nos Bombeiros. “O Marllon passou a ter muito mais disciplina e responsabilidade em todos os aspectos, na escola, dentro de casa. Ele tinha uma rotina muito ociosa, jogando videogame, no Quartel ele fez amizades, começou a praticar esportes, e hoje tem sonhos e outra perspectiva de vida, apesar de ter apenas 10 anos”.