Ensino superior | 09/07/2012

Senador Canedo terá unidade da UniEvangélica



O primeiro e mais importante passo para prover Senador Canedo com o ensino superior foi dado na manhã da segunda-feira (9 de julho). Na ocasião, o município e a Associação Educativa Evangélica – UniEvangélica –, assinaram Termo de Permissão de Uso para que a instituição abra o processo de instalação de uma unidade da instituição no Jardim das Oliveiras. Inicialmente, conforme assegura o documento, as aulas serão ministradas na Escola Pastor Albino, no período noturno, quando as salas estão ociosas.

Conforme o reitor da instituição, Carlos Hassel Mendes, o planejamento é ter cerca de cinco cursos de graduação em um primeiro momento, provavelmente nas áreas de administração, ciências contábeis e engenharia civil, além de dois tecnológicos – em gestão e em logística. “Essa é a ideia, mas estamos abertos a sugestões da cidade, que pode nos indicar alguma demanda específica, que será prontamente avaliada”, explicou Carlos Mendes, prevendo que o primeiro vestibular da UniEvangélica na cidade aconteça, no máximo, no segundo semestre de 2013, após os tramites normais no Ministério da Educação.

O reitor fez questão de ressaltar a importância da parceria com o município no sentido de viabilizar a vinda da UniEvangélica, sobretudo com o espaço aberto na Escola Pastor Albino, mas lembrou que o projeto inclui a construção de sede própria. “Temos um plano que prevê investimentos na cidade e a consolidação da entidade. Realizamos todos os estudos necessários e temos o propósito de edificar a UniEvangélica de Senador Canedo”, conclui o reitor, incluindo a oferta de cursos de pós-graduação nesse plano.

Também falando em nome da UniEvangélica, o presidente Geraldo Spíndola destacou a importância da assinatura do Termo de Permissão de Uso e do trabalho realizado por agentes do município e da instituição para que o planejamento iniciado já há alguns anos pudesse se efetivar. “Todo projeto nasce de um sonho, de um pensamento. Esse não foi diferente. Mas, hoje, temos o marco zero para que se torne realidade. Agora temos as ferramentas para torna-lo real e, asseguro, não vamos ter aqui a UniEvangélica de Anápolis (município sede da entidade) e sim a UniEvangélica de Senador Canedo, que vai atender a população local e das cidades vizinhas, incluindo parte de Goiânia”, comentou.

A Procuradora-Geral do município, Tatyane Lorena Vieira, que participou diretamente da negociação para a vinda da UniEvangélica; ao lado de Liminha, secretário de Governo e Articulação Institucional, lembrou que a qualificação é o primeiro passo para se fazer a diferença. “E é isso que estamos vendo acontecer agora. Celebramos o início efetivo do processo de instalação da UniEvangélica em nossa cidade, ou seja, o investimento em educação e na oportunidade de fazermos a diferença”.

A secretária de Educação Simone Soares focou pronunciamento na alegria de ver que o município investe na Educação Básica, obrigação constitucional que “cumpre com responsabilidade e rigor”, mas sem ignorar a importância do ensino superior. Para ela, trata-se de uma grande conquista para Senador Canedo e para a população que terá acesso a cursos de graduação sem precisar sair da cidade. 

Caminho
Já faz alguns anos que a UniEvangélica e o município discutem a implantação de uma unidade em Senador Canedo. As negociações começaram com o ex-prefeito Vanderlan Cardoso e prosseguiram na atual gestão. Para Vanderlan, que participou da assinatura do Termo de Permissão de Uso, a vinda da unidade de ensino superior é uma vitória da cidade, que teve a participação de várias pessoas. Ele citou, em especial, aqueles que passaram pela pasta da Educação e destacou o orgulho que é contar com uma instituição do quilate da UniEvangélica em terras canedenses.

Fechando os pronunciamentos da manhã, o prefeito Túlio Sérvio falou da alegria em consolidar mais uma parceria e parabenizou a Escola Pastor Albino por ter sido a escolhida para dar início ao projeto. Disse que a educação é a base para a construção de uma sociedade cada vez mais justa e igualitária e que se abre uma oportunidade sem precedentes para a formação do canedense. “Estamos felizes e certos de que todos vão ganhar; a cidade, a população e a UniEvangélica”.