[Saúde]

A 6ª Conferência Municipal de Saúde foi realizada entre os dias 3 e 4 de agosto, no Espaço Lamounier, no Bairro das Indústrias, e reuniu lideranças comunitárias, trabalhadores da área da saúde e autoridades políticas. Entre as programações do evento, palestras, debates e estudo de propostas que compõem o Plano Municipal de Saúde. Documento que direciona as políticas públicas para os próximos quatro anos.
Na abertura do evento, representantes legislativos, secretários municipais e lideranças comunitárias. O primeiro dia de Conferência contou com a palestra Políticas Públicas em Saúde, com o professor da Universidade Federal de Goiás, Elias Rassi Neto. E do professor da Universidade Federal de Goiás, Otaliba Libânio, que falou sobre Vigilância em Saúde, onde discorreu sobre saúde coletiva, com ênfase em estudos de mortalidade e vigilância.
No segundo dia, 4 de agosto, foi realizada a palestra sobre saúde da mulher, com o médico Rogério Cândido da Rocha, diretor clínico da Maternidade Municipal. Além de grupos de debates para elaboração do Plano Municipal de Saúde. Os eixos temáticos foram propostos pelo Ministério da Saúde: Políticas Públicas em Saúde, Vigilância em Saúde e Saúde da Mulher. A Conferência teve também a participação do prefeito Divino Lemes, que debateram com demais lideranças comunitárias e representantes da área de saúde, proposta para construção do Plano Municipal, que direcionará os serviços em saúde dos próximos quatros anos.
O evento é uma importante ferramenta democrática para construção da saúde pública no município. Aberto ao público estima-se que centenas de pessoas participaram da Conferência. A solenidade foi realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, em conjunto com o Conselho Municipal de Saúde, com diretrizes do Sistema Único de Saúde.