Desenvolvido por: SIGEP - Sistema Integrado de Gestão Pública

SERVIÇOS ON-LINE PARA O CIDADÃO


Extrato de IPTU Emissão de Guia
de IPTU
Certidão de Débito
de Imóvel
Validar Certidão de
Débito de Imóvel
       
2a. via de Débito
de Empresa
Certidão de Débito
de Contriuinte
Validar Certidão de
Débito de Contribuinte
Ouvidoria
       
   
Consulta de Processo Minha Casa Minha Vida    
       
X Fechar

SERVIÇOS ON-LINE PARA O SERVIDOR


Consultar Matrícula Contracheque Cedúla C (Comprovante
de Rendimentos)
Dados Cadastrais
       
 
Primeiro Acesso Portal da Transparência, Servidores Webmail  
       
X Fechar

SERVIÇOS ON-LINE PARA EMPRESA


Nota Fiscal Eletrônica Validar Nota Fiscal Contribuinte Eventual 2a. Via de Débito
       
Certidão de Débito Validar Certidão de Débito Acompanhamento de Processos Portal do
Empreendedor
       
     
Ouvidoria      
       
X Fechar

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA


Receitas Transferências de Recursos Extra-Orçamentárias Tributos a Receber
       
Despesas Empenhadas Despesas Pagas Folha de Pagamento Contratos / Convênios
       
Relação de Veículos Relatórios Contábeis Publicações das Leis Orçamentárias Perguntas Frequentes
       
X Fechar

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO


Estrutura Organizacional Diárias Transferências de Recursos Licitações
       
Dispensa / Inexigibilidade Programas e Ações Gorvenamentais Patrimônio Obras
       
 
Publicações de Documentos Serviço de Informação ao Cidadão Perguntas Frequentes

 

       
X Fechar

ATENDIMENTO: (062) 3275-3000

[Esportes]

Postado em 07/ago/2017

Samuel Eckert, de 19 anos, ganhou duas medalhas no último final de semana em Nottwil, Suíça. O jovem que iniciou seus treinos no município, hoje integra a equipe Sesi – São Paulo, sendo profissional foi um dos representantes Seleção Paraolímpica Brasileira, na categoria T13, baixa visão, no campeonato mundial. Ganhando medalha de prata nos 800 metros e bronze nos 400 metros, prova que liderou, até sofrer uma queda na pista molhada nos 10 metros da chegada.
O jovem viu a corrida uma oportunidade e tanto para romper barreiras, com baixa visão desde o nascimento, devido a uma toxoplasmose congênita, o que afetou a sua retina. Iniciou os treinos, com 13 anos de idade em um projeto de iniciação esportiva, ao receber o convite na escola pública onde estudava. “A meta era chegar, após isso ultrapassar cada vez mais os meus limites físicos, e assim foi uma prova, um campeonato, até que virei profissional, velocista”.
Mesmo com a queda, durante a prova qual estava em primeiro lugar, o atleta vê como vitoriosa a sua participação no Campeonato Mundial Júnior de Atletismo do IPC (Federação Internacional de Atletismo Paralímpico). “ Eu caí nos 10 metros, me arrastei para terminar a prova, lutei e alcancei uma medalha. Estar representando o Brasil, conseguir chegar até aqui, e saber que posso ir mais, me motiva ainda mais, sou agradecido”, finaliza Eckert.